Bom dia, Sábado 11/07/2020 -     

- Parceiros/Conveniados -


Notícias

    Corporação foi criada em 1880, após um incêndio destruir a biblioteca da Faculdade de Direito e o arquivo do Convento de São Francisco
    - Parceiros/Conveniados -


    Coronel BM Walter Parizotto atuou como binômio com os cães: Avai, Xanxerê e Malu.

    Estão abertas as inscrições para a contratação de 600 (seiscentos) Guarda-Vidas por Tempo Determinado (GVTD) para a Operação Praia Segura 2019-20 do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

    Estudos apontam que a maior parte dos incêndios florestais são decorrentes de ação antrópica (causados pelo homem de maneira acidental ou intencional).

    Parte do investimento foi feito por engenheiro que teve a filha salva pela equipe de bombeiros local

    Para se tornar um Guarda-vidas, é necessário ter concluído o ensino fundamental, estar em dia com as obrigações eleitorais, não ter sofrido nenhum tipo de condenação criminal, ter no mínimo dezoito anos e no máximo trinta e cinco anos de idade, além de passar pelo rigoroso processo seletivo.

    Essa carreira requer aprovação em concurso público e intenso treinamento.



    Projeto Infância Segura - Cartilhas Educativas

    No intuito de disseminar informação e prevenção, nós, os Bombeiros Socorristas criamos as CARTILHAS EDUCATIVAS com o objetivo de levar a população conteúdos sobre segurança, educação, e saúde.

    Os Bombeiros Socorristas têm a responsabilidade social com toda a população exercendo cidadania e levando informações e cuidados por onde atendem.

    As CARTILHAS EDUCATIVAS tem sua estrutura regionalizada, sendo assim, todas as informações são voltadas de acordo com a necessidade e demanda da região.

    Integrando com as Prefeituras, ONGs, Igrejas, e tendo a Iniciativa Privada como parceiros de extrema importância para mantermos regular nossos projetos sócio educativos

    Instituições

    Galeria de Honra

    Palavra do Presidente Nelson Antonio Pereira de Campos
    - Parceiros/Conveniados -

    Mais Lida

    Data da história, que antes de se ter um serviço de combate a incêndios, ao badalar de sinos, homens, mulheres e crianças deveriam se posicionar em fila no poço de água mais próximo do local sinistrado, para que com baldes, pudessem apagar o fogo.